O primeiro computador criado no Brasil: o Patinho Feio da USP de 1972.

Gostou? Curta e compartilhe a publicação original! Ajude a divulgar o projeto! Deixe também seu comentário no final da postagem!

Em 24 de julho de 1972, no Laboratório de Sistemas Digitais da Escola Politécnica da USP, era apresentado publicamente o primeiro computador criado no Brasil: o Patinho Feio da USP.

Em pleno período que posteriormente ficaria conhecido como “o milagre econômico” (mas não tão ‘milagroso’ assim), o Brasil tinha como um de seus objetivos a autossuficiência na produção de componentes eletrônicos. Ao mesmo tempo começavam também os movimentos protecionistas do mercado nacional.

Nessa onda, professores e estudantes de várias instituições de ensino superior foram estimulados a desenvolver pesquisas na área, que culminaram com a criação de diversos cursos e laboratórios voltados à informática e microeletrônica ao longo do País.

Um destes cursos criados nesta época, inclusive, foi nosso querido curso de Engenharia Elétrica da Universidade Federal do Espírito Santo, fundado oficialmente em 1971 e que acabou de completar 50 anos de existência!

Voltando à USP, pesquisadores animados com as possibilidades neste ramo da informática, entre eles o professor Antônio Hélio Guerra Vieira, iniciaram em 1971 (em decorrência da realização de um curso de “Arquitetura de Computadores” ministrado pelo Prof. Glen Langdon) a construção de um protótipo de um computador.

Patinho Feio da USP 2
A apresentação pública atraiu muitas personalidades

Sua criação, inclusive, foi um desafio proposto aos alunos por um dos professores neste curso.

E durante seu projeto e construção, com as dificuldades que iam surgindo, diversas novas frentes de trabalho e de desenvolvimento de tecnologias iam sendo abertas: criação de placas de circuito, projeto de circuitos digitais, criação de estruturas mecânicas para acomodação dos elementos do computador, desenvolvimento de softwares, entre outras. Isso fez com que toda uma nova gama de conhecimentos pudesse ser desenvolvida e internalizada.

Assim, com uma arquitetura de 8bits, espantosos 4KB de memória RAM e 45 placas de circuitos acomodadas em uma “geladeira” de 1m x 1m de dimensão e 100kg de peso, nascia o computador que entraria para a história como o “Patinho Feio” da USP.

Seu nome vem de uma história curiosa, que envolve outra grande universidade brasileira: a Unicamp.

Durante esta mesma época, a Marinha do Brasil demandou à algumas instituições de ensino a criação de um computador para utilização em seus navios de combate.

Patinho Feio da USP 3
Registros da imprensa da época

A Unicamp então se lança na frente, propondo e dando publicidade ao projeto que ganharia o nome de “Cisne Branco”.

Só que o projeto da USP ainda não tinha nome e a “concorrência” da Unicamp demandava urgência 😊… “Que nome daremos?” perguntou o professor Hélio em uma reunião da equipe. Surge então a ideia de “Patinho Feio”, uma clara e genial alusão à conhecida fábula infantil do patinho que vira cisne.

E em 24 de julho de 1972, realizava-se a cerimônia pública de divulgação deste histórico feito da engenharia brasileira, contando com diversas personalidades públicas, entre elas o Governador do Estado de São Paulo da época, Laudo Natel.

Este evento demonstrava a capacidade técnica dos engenheiros brasileiros e demarcava a possibilidade de criação de uma indústria nacional de informática, servindo de pontapé para a criação, em 1974, da primeira empresa nacional a fabricar computadores, a Computadores Brasileiros S.A., mais conhecida pela sigla “Cobra”.

E o Cisne Branco da Unicamp… nunca ficou pronto.

O Patinho Feio está em exposição na Diretoria da Escola Politécnica (Poli) da USP.

Abaixo, o documento original com detalhes de funcionamento e programação do Patinho Feio:

Loader Loading…
EAD Logo Taking too long?

Reload Reload document
| Open Open in new tab

E para comemorar a importante data, criamos uma edição especial do nosso multiemulador MCCEmu, contendo a versão virtual do “Patinho Feio” para você poder experimentar.

Faça o download dela neste endereço.

Patinho Feio da USP 4
O Patinho Feio no MCCEmu

E você, já desenvolveu algum projeto de circuito eletrônico voltado aos computadores?

Clique aqui e deixe seu comentário no final desta postagem! Sua participação é muito importante pra nós!


Vídeos(s):

*legendas disponíveis nos controles do Youtube, na opção “Legendas/CC –> Traduzir automaticamente”.

Documentário “A História do Patinho Feio”
TV USP Patinho Feio



*As imagens utilizadas nesta postagem são meramente ilustrativas e foram obtidas da internet.


Quer nos ajudar com doações de itens para o acervo do Museu Capixaba do Computador – MCC?

Entre em contato conosco por meio dos canais de comunicação identificados nos ícones abaixo, ou ainda por quaisquer uma das nossas redes sociais listadas no topo da página.

messengerinstagram directemail
Clique no ícone desejado e entre em contato conosco!

As doações também poderão ser entregues diretamente na sede do museu, neste endereço.

Para refrescar a memória e te ajudar a identificar alguns itens que buscamos, aqui você encontra nosso álbum de “Procura-se” .

Colabore você também com o primeiro museu capixaba dedicado à memória da tecnologia da informação! 

Doe seus itens sem uso. Você ajuda a natureza e dá uma finalidade socialmente útil pra eles!


Gostou? Curta e compartilhe a publicação original! Ajude a divulgar o projeto! Deixe também seu comentário no final da postagem!

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.