Gostou? Curta, comente e compartilhe a publicação original! Ajude a divulgar o projeto! Deixe seu comentário no final desta postagem!

Em novembro de 1993, a empresa canadense fabricante de chips ATI Technologies anunciava sua nova placa de vídeo ATI Video Wonder, capaz de desempenhar simultaneamente as funções de placa gráfica e de captura de vídeo.

A ATI Video Wonder foi uma placa de captura de vídeo pioneira desenvolvida pela ATI Technologies, uma empresa canadense especializada em tecnologia gráfica, que viria a ser adquirida pela AMD em 2006.

Anunciada durante a edição de novembro de 1993 da conhecida feira norte-americana de tecnologia COMDEX, essa placa desempenhou um papel crucial na revolução da edição de vídeo em computadores pessoais.

Sua introdução permitiu que os usuários capturassem vídeos analógicos de diversas fontes, como videocassetes e câmeras de vídeo, diretamente para seus computadores, inaugurando uma era de possibilidades criativas, sendo acessível mesmo para usuários menos experientes em hardware de computador.

Com a capacidade de capturar e digitalizar vídeos, essa placa permitiu que os usuários editassem suas gravações com uma facilidade antes impossível, contribuindo significativamente para o crescimento do interesse em edição de vídeo caseira.

ATI Video Wonder 2
Stand da ATI na COMDEX de 1993

A placa ATI Video Wonder foi uma das primeiras placas a oferecer recursos de vídeo avançados em um PC, como captura, edição e reprodução de vídeo, sendo também foi uma das primeiras placas a usar o formato MPEG-2 para compressão de vídeo, que se tornaria o padrão para vídeos digitais.

Uma das características notáveis da ATI Video Wonder era sua compatibilidade com o padrão VHS, o que a tornava particularmente atrativa para usuários que desejavam preservar memórias pessoais em vídeo, transformando suas fitas de videocassete em arquivos digitais.

Além da captura de vídeo, algumas versões da ATI Video Wonder incluiriam recursos adicionais, como um sintonizador de TV, expandindo ainda mais sua utilidade. Essa versatilidade contribuiu para sua popularidade entre os consumidores que buscavam uma solução abrangente para entretenimento e criação de conteúdo multimídia.

Com o passar do tempo, a ATI Video Wonder evoluiria para incorporar tecnologias mais avançada, como a série ATI All-in-Wonder lançada em 11 de novembro de 1996, proporcionando maior qualidade de captura e recursos aprimorados de edição de vídeo, influenciando o desenvolvimento das gerações posteriores.

ATI Video Wonder 3
A ATI Video Wonder em exibição

A versão exibida na Comdex, prometida para abril do ano seguinte, contava com o novo chip gráfico mach32 e 2MB de memória dedicada, sendo capaz de capturar vídeos em resolução de 160×120 à uma velocidade de 30 quadros (ou frames) por segundo (fps) e 320 x 240 a 15 fps, realizando a compressão automaticamente na medida em que era capturado.

Já para a exibição dos vídeos, a empresa antecipava que, em um computador equipado com processador Intel 80486, seria possível ver conteúdos com resolução de 640 x 480 em 30 fps.

Dentre os seus recursos, o novo chip mach32 ampliava a resolução percebida pelo usuário, ao duplicar automaticamente a dimensão dos pixels na tela, sendo capaz ainda de realizar conversão de cores por hardware.

Já na sua função placa gráfica, sua primeira versão com interface padrão ISA seria capaz de exibir imagens com resolução de até 1024 x 768 pontos e 65mil cores, uma monstruosidade para a época. 😊


E você, qual modelo de placa de vídeo da ATI foi seu sonho de consumo?

Clique aqui e deixe seu comentário no final desta postagem! Sua participação é muito importante pra nós!

Vídeo(s):

*legendas disponíveis nos controles do Youtube, na opção “⚙ >> Legendas/CC >> Traduzir automaticamente”.

Edição do programa Computer Chronicles sobre a COMDEX 1993
Mais em:



*As imagens utilizadas nesta postagem são meramente ilustrativas e foram obtidas da internet.


Quer nos ajudar com doações de itens para o acervo do Museu Capixaba do Computador – MCC?

Entre em contato conosco por meio dos canais de comunicação identificados nos ícones abaixo, ou ainda por quaisquer uma das nossas redes sociais listadas no topo da página.

WhatsAppmessengerinstagram directemail
Clique no ícone desejado e entre em contato conosco!

As doações também poderão ser entregues diretamente na sede do museu, neste endereço.

Para refrescar a memória e te ajudar a identificar alguns itens que buscamos, aqui você encontra nosso álbum de “Procura-se” .

Colabore você também com o primeiro museu capixaba dedicado à memória da tecnologia da informação! 

Doe seus itens sem uso. Você ajuda a natureza e dá uma finalidade socialmente útil pra eles!


Somos um projeto sem fins lucrativos. Mas temos despesas. 😊
Se você curte nosso trabalho, gostaria de nos ajudar a pagar as contas?

Clique no botão abaixo e faça uma contribuição voluntária, de qualquer valor!

Você ainda tem a opção de tornar esta ajuda permanente, com um valor mensal fixo, marcando a opção “Transformar em doação mensalmente

botão doação paypal
paypal QR Code doação

Gostou? Curta, comente e compartilhe a publicação original! Ajude a divulgar o projeto! Deixe seu comentário no final desta postagem!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *