Gostou? Curta, comente e compartilhe a publicação original! Ajude a divulgar o projeto! Deixe seu comentário no final desta postagem!

Em 09 de fevereiro de 1996, a japonesa Bandai Digital Entertainment anunciava seu videogame Bandai Pippin Atmark.

Ahh tá… mais um console japonês… dãh… grande novidade…. mas o que ele tinha de diferente?

Ele foi criado pela…. Apple. 🍎 😊

Pois é… a Apple já criou um console de videogame baseado na plataforma do computador Macintosh.

E a referência às maçãs (as frutas), assim como tinha ocorrido na concepção da marca Macintosh, novamente aparece na escolha do nome do console.

videogame Bandai Pippin Atmark 2
Vista traseira

O nome “Newtown Pippin” refere-se à uma variedade menor e mais azeda da cultivar McIntosh, que inspirou o nome da linha de computadores. Devem gostar muito de maçã mesmo. 😊

Só que a empresa da maçã nunca teve interesse (ou coragem ?) em lançar o produto com a sua própria marca. Vai entender. 🤔

Em vez disso, criou a especificação para um “padrão aberto” (“aberto?” estamos mesmo falando a Apple?) e licenciou para quem se interessasse.

E a Bandai Digital Entertainment (Bandai Co) foi a primeira delas.

Em sua concepção original a Apple planejava que o PiPP!N (como sua marca é grafada) fosse não só um vídeo game, mas um centro multimídia.

videogame Bandai Pippin Atmark 3
Placa principal

De forma geral, o PiPP!N era um computador Macintosh com microprocessador PowerPC operando a 66MHz, embora no projeto original tivesse sido previsto o Motorola 68030. Aceitava ainda o uso de teclado e mouse e contava com um modem para acesso à internet.

Considerado como sendo um console de quinta geração, teve como principais concorrentes o SEGA Saturn, o Sony PlayStation e o Nintendo 64.

A ideia era de se criar um computador “barato” e que “também” servisse como um videogame. Mas os consumidores não entenderam bem proposta, enxergando-o com um videogame “diferente” e ainda por cima mais caro que os concorrentes já estabelecidos (como os da SEGA, Nintendo e Sony), o que desestimulou as vendas.

videogame Bandai Pippin Atmark 4
Proposital ou mera coincidência?

Tinha tudo pra dar certo. Afinal, era a marca Apple por trás. Mas o projeto foi um fracasso retumbante e teve vida curta, vendendo menos de 100mil unidades e sendo descontinuado no início de 1998.

Contou ainda com uma outra versão da própria Bandai, destinada ao mercado norte-americano, batizada como Pippin @WORLD e do modelo Katz Media Player 2000, fabricado pela Katz Media para a Europa e Canadá.

A revista PC World o colocou no vigésimo segundo lugar da lista dos vinte e cinco piores produtos tecnológicos de todos os tempos.


E você, já viu um desses de perto?

Clique aqui e deixe seu comentário no final desta postagem! Sua participação é muito importante pra nós!

Vídeo(s):

*legendas disponíveis nos controles do Youtube, na opção “⚙ >> Legendas/CC >> Traduzir automaticamente”.

Comercial de TV japonês
10 jogos do Pippin
Mais em:



*As imagens utilizadas nesta postagem são meramente ilustrativas e foram obtidas da internet.


Quer nos ajudar com doações de itens para o acervo do Museu Capixaba do Computador – MCC?

Entre em contato conosco por meio dos canais de comunicação identificados nos ícones abaixo, ou ainda por quaisquer uma das nossas redes sociais listadas no topo da página.

WhatsAppmessengerinstagram directemail
Clique no ícone desejado e entre em contato conosco!

As doações também poderão ser entregues diretamente na sede do museu, neste endereço.

Para refrescar a memória e te ajudar a identificar alguns itens que buscamos, aqui você encontra nosso álbum de “Procura-se” .

Colabore você também com o primeiro museu capixaba dedicado à memória da tecnologia da informação! 

Doe seus itens sem uso. Você ajuda a natureza e dá uma finalidade socialmente útil pra eles!


Somos um projeto sem fins lucrativos. Mas temos despesas. 😊
Se você curte nosso trabalho, gostaria de nos ajudar a pagar as contas?

Clique no botão abaixo e faça uma contribuição voluntária, de qualquer valor!

Você ainda tem a opção de tornar esta ajuda permanente, com um valor mensal fixo, marcando a opção “Transformar em doação mensalmente

botão doação paypal
paypal QR Code doação

Gostou? Curta, comente e compartilhe a publicação original! Ajude a divulgar o projeto! Deixe seu comentário no final desta postagem!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *