Gostou? Curta, comente e compartilhe a publicação original! Ajude a divulgar o projeto! Deixe seu comentário no final desta postagem!

Em 07 de maio de 1997, a gigante Intel lançava seu novo modelo da família x86, o microprocessador Intel Pentium II de 6ª geração.

Tratava-se de uma versão “incrementada” da arquitetura P6, utilizada anteriormente no Pentium Pro, removendo sua memória cache de nível 2 (L2) de dentro do encapsulamento (o que reduzia sua performance), mas adicionando o conjunto de instruções da extensão MMX, disponibilizada originalmente na família Pentium que o precedeu.

microprocessador Intel Pentium II 2
Sua estrutura interna com o encapsulamento plástico removido

Sua performance com operações matemáticas também foi aumentada, melhorando significativamente os resultados em jogos e aplicações gráficas.

microprocessador Intel Pentium II 3
Vista ao microscópio

Construído partir de 7,5 milhões de transistores, inaugurou o famoso “slot 1” que, no lugar dos antigos “soquetes”, conectava a CPU à placa mãe por uma espécie de “cartucho”, simular àqueles dos videogames.

microprocessador Intel Pentium II 4
Deschutes: a segunda versão

Com uma primeira versão operando à 233MHz, ao longo dos anos chegou a atingir 450MHz, tendo quatro arquiteturas construtivas básicas: Klamath (233 à 300MHz), Deschutes (333 a 450MHz), Tonga (primeiro modelo dispositivos móveis) e Dixon (segundo modelo para dispositivos móveis).

microprocessador Intel Pentium II 5
As versões para móveis: Dixon e Tonga

Com o Pentium II também foi iniciada a “trindade” Pentium-Xeon-Celeron, que, além desta versão destinada a computadores desktop, posicionava a linha Pentium II Xeon no segmento de servidores e a Celeron no mercado de baixo custo.


E você, usou algum computador com processador Pentium II?

Clique aqui e deixe seu comentário no final desta postagem! Sua participação é muito importante pra nós!

Vídeo(s):

*legendas disponíveis nos controles do Youtube, na opção “⚙ >> Legendas/CC >> Traduzir automaticamente”.

Comercial de TV do Pentium II
A evolução dos processadores Intel
Mais em:



*As imagens utilizadas nesta postagem são meramente ilustrativas e foram obtidas da internet.


Quer nos ajudar com doações de itens para o acervo do Museu Capixaba do Computador – MCC?

Entre em contato conosco por meio dos canais de comunicação identificados nos ícones abaixo, ou ainda por quaisquer uma das nossas redes sociais listadas no topo da página.

WhatsAppmessengerinstagram directemail
Clique no ícone desejado e entre em contato conosco!

As doações também poderão ser entregues diretamente na sede do museu, neste endereço.

Para refrescar a memória e te ajudar a identificar alguns itens que buscamos, aqui você encontra nosso álbum de “Procura-se” .

Colabore você também com o primeiro museu capixaba dedicado à memória da tecnologia da informação! 

Doe seus itens sem uso. Você ajuda a natureza e dá uma finalidade socialmente útil pra eles!


Somos um projeto sem fins lucrativos. Mas temos despesas. 😊
Se você curte nosso trabalho, gostaria de nos ajudar a pagar as contas?

Clique no botão abaixo e faça uma contribuição voluntária, de qualquer valor!

Você ainda tem a opção de tornar esta ajuda permanente, com um valor mensal fixo, marcando a opção “Transformar em doação mensalmente

botão doação paypal
paypal QR Code doação

Gostou? Curta, comente e compartilhe a publicação original! Ajude a divulgar o projeto! Deixe seu comentário no final desta postagem!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *