Gostou? Curta, comente e compartilhe a publicação original! Ajude a divulgar o projeto! Deixe seu comentário no final desta postagem!

Em 23 de junho de 2003, durante o evento Worldwide Developers Conference (WWDC), Steve Jobs apresentava o microcomputador Apple Power Mac G5, primeiro computador de 64 bits tipo desktop do mundo.

Primeiro computador pessoal do mundo a ser equipado com um microprocessador PowerPC 970 G5 de 64 bits, o Apple Power Mac G5 era uma “potência” em termos de desempenho e capacidade de processamento, chegando a ser “duas vezes mais rápido que os PCs mais rápidos“, conforme anunciava a empresa na época.

Sua história remonta à visão da Apple de criar um computador poderoso e versátil para atender às demandas dos usuários profissionais. Para tanto, a empresa trabalhou em colaboração com a gigante IBM para desenvolver o processador PowerPC G5, que se tornaria o coração do novo computador.

microcomputador Apple Power Mac G5 2
Vista interna de um dos modelos de dois processadores

Com dimensões um pouco maiores que seu antecessor Power Mac G4, o Apple Power Mac G5 chegava em três opções de modelos distintos, que embora tivessem a mesma aparência externa, diferenciavam-se nos recursos e capacidade de processamento.

Seu modelo inicial contava com uma CPU PowerPC 970 G5 de 1,6GHz de velocidade, memória RAM de 256MB (expansível a 4GB), acelerador gráfico NVIDIA GeForce FX 5200 Ultra (opções para GeForce 6800 Ultra DDL, ATI Radeon 9600 Pro ou Radeon 9800 Pro) com 64MB de memória dedicada (até 256MB), disco rígido de 80GB, unidade de DVD, além de conexões externas para rede ethernet gigabit, modem, USB, FireWire e áudio analógico e digital.

Com um desempenho incomparável, seus microprocessadores de núcleos simples ou duplos (dual-core) contavam com velocidades de clock impressionantes para a época (a partir de 1,6GHz), que, embora prometidas para chegar aos 3GHz no período de 1 ano, levariam na verdade três para atingir os 2,7GHz, nunca cumprindo a promessa original.

A barreira dos 3GHz só seria finalmente ultrapassada após a migração da linha para os processadores Intel em 2006 (o Mac Pro), que estreariam com o Intel Xeon de 3GHz.

microcomputador Apple Power Mac G5 3
Vista traseira

Além do processador revolucionário, o Power Mac G5 apresentava um design icônico e funcional, como de costume para a marca.

Seu inédito chassi de alumínio anodizado “furadinho”, carinhosamente apelidado de “ralador de queijo”, foi projetado para oferecer não apenas um visual elegante externa e internamente, mas também uma boa dissipação de calor, o que, associado a um bom sistema de refrigeração (utilizando líquidos em alguns modelos), lhe permitia lidar com cargas de trabalho pesadas sem superaquecimento, muito embora reclamações desta natureza não fossem totalmente incomuns.

O Power Mac G5 ofereceu aos consumidores uma ampla gama de configurações e opções de personalização. Ao longo dos anos, os usuários puderam escolher entre modelos single ou dual-processor (além de dual-core), placas aceleradoras gráficas variadas, além de várias opções de memória RAM e de armazenamento interno

microcomputador Apple Power Mac G5 4
Notícia da época

Três gerações do Power Mac G5 foram lançadas antes o último modelo se descontinuado em 7 de agosto de 2006, por conta da transição da Apple para os processadores da empresa Intel. Esta mudança originaria seu sucessor, o Mac Pro de 2006, que manteria o visual inspirado no Power Mac G5 por mais sete anos, tornando-o um dos designs mais duradouros da história da Apple.

O lançamento do Power Mac G5 foi um marco na indústria da computação e reforçou a reputação da Apple como uma empresa inovadora. Estabeleceu um novo padrão de desempenho e funcionalidade, atendendo às necessidades dos profissionais que exigiam poder de processamento de alto nível. Seu design elegante, combinado com a potência do processador de 64 bits, fez do G5 um computador altamente desejado e cobiçado pelos usuários.


E você, teve algum dos modelos do Apple Power Mac G5?

Clique aqui e deixe seu comentário no final desta postagem! Sua participação é muito importante pra nós!

Vídeo(s):

*legendas disponíveis nos controles do Youtube, na opção “⚙ >> Legendas/CC >> Traduzir automaticamente”.

Steve Jobs apresenta a nova versão do Mac OS e o Power Mac G5 no WWDC 2003
Vídeo institucional de apresentação do Apple Power Mac G5
Comercial de TV da época
Mais em:



*As imagens utilizadas nesta postagem são meramente ilustrativas e foram obtidas da internet.


Quer nos ajudar com doações de itens para o acervo do Museu Capixaba do Computador – MCC?

Entre em contato conosco por meio dos canais de comunicação identificados nos ícones abaixo, ou ainda por quaisquer uma das nossas redes sociais listadas no topo da página.

WhatsAppmessengerinstagram directemail
Clique no ícone desejado e entre em contato conosco!

As doações também poderão ser entregues diretamente na sede do museu, neste endereço.

Para refrescar a memória e te ajudar a identificar alguns itens que buscamos, aqui você encontra nosso álbum de “Procura-se” .

Colabore você também com o primeiro museu capixaba dedicado à memória da tecnologia da informação! 

Doe seus itens sem uso. Você ajuda a natureza e dá uma finalidade socialmente útil pra eles!


Somos um projeto sem fins lucrativos. Mas temos despesas. 😊
Se você curte nosso trabalho, gostaria de nos ajudar a pagar as contas?

Clique no botão abaixo e faça uma contribuição voluntária, de qualquer valor!

Você ainda tem a opção de tornar esta ajuda permanente, com um valor mensal fixo, marcando a opção “Transformar em doação mensalmente

botão doação paypal
paypal QR Code doação

Gostou? Curta, comente e compartilhe a publicação original! Ajude a divulgar o projeto! Deixe seu comentário no final desta postagem!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *