Gostou? Curta, comente e compartilhe a publicação original! Ajude a divulgar o projeto! Deixe seu comentário no final desta postagem!

Em 11 de fevereiro de 1970, o Institute of Space and Aeronautical Science da Universidade de Tokio/Japão, lançava seu primeiro satélite artificial, o satélite Ohsumi.

A pesquisa aeronáutica japonesa tinha sido banida após a derrota sofrida ao final da Segunda Grande guerra, quando os norte-americanos ocuparam o Estado japonês. Como resultado, todos os engenheiros e cientistas daquele país ficaram impedidos de atuar nesta área.

Isso só mudaria em 1949, com a assinatura do Tratado de Paz de São Francisco, que novamente dava autonomia ao Japão para votar a desenvolver pesquisas no setor aeronáutico e, posteriormente, aeroespacial.

E assim, passadas duas décadas de muita pesquisa e experimentação, capitaneadas pelo professor Hideo Itokawa da Universidade de Tóquio e aliadas à um forte incentivo governamental, a terra do sol nascente coroava seus esforços com o lançamento, nesta data, do seu primeiro satélite artificial.

satélite Ohsumi 2
O foguete que o levou até sua órbita

O equipamento, pesando de 24kg, foi desenvolvido pela empresa japonesa NEC e tinha a missão de explorar as camadas externas da atmosfera.

Seu lançamento, realizado no Centro Espacial Kagoshima na península de Ohsumi, ficou a cargo do Instituto de Ciência Espacial e Aeronáutica da Universidade de Tóquio, que utilizou um foguete modelo Lambda 4S propulsionado por combustível sólido.

Mas como toda nova tecnologia, e considerando todas as limitações tecnológicas da época, este “sucesso” foi precedido de quatro tentativas frustradas anteriores, ocorridas a partir de 1966.

Com este feito, o Japão se tornava a quarta nação com tecnologia para colocar um satélite em órbita, passando a fazer parte do seleto grupo formado pela União Soviética (1º, com o Sputnik), os Estados Unidos (2º, com o Explorer I) e a França (3º, com o Astrix-1).

Este lançamento abriu caminho para o bem-sucedido programa japonês de construção e lançamento de satélites de telecomunicações dos anos seguintes.


E você, saberia dizer quais serviços da atualidade dependem exclusivamente dos satélites?

Clique aqui e deixe seu comentário no final desta postagem! Sua participação é muito importante pra nós!

Vídeo(s):

*legendas disponíveis nos controles do Youtube, na opção “⚙ >> Legendas/CC >> Traduzir automaticamente”.

Os 50 anos do lançamento do Ohsumi
Mais em:



*As imagens utilizadas nesta postagem são meramente ilustrativas e foram obtidas da internet.


Quer nos ajudar com doações de itens para o acervo do Museu Capixaba do Computador – MCC?

Entre em contato conosco por meio dos canais de comunicação identificados nos ícones abaixo, ou ainda por quaisquer uma das nossas redes sociais listadas no topo da página.

WhatsAppmessengerinstagram directemail
Clique no ícone desejado e entre em contato conosco!

As doações também poderão ser entregues diretamente na sede do museu, neste endereço.

Para refrescar a memória e te ajudar a identificar alguns itens que buscamos, aqui você encontra nosso álbum de “Procura-se” .

Colabore você também com o primeiro museu capixaba dedicado à memória da tecnologia da informação! 

Doe seus itens sem uso. Você ajuda a natureza e dá uma finalidade socialmente útil pra eles!


Somos um projeto sem fins lucrativos. Mas temos despesas. 😊
Se você curte nosso trabalho, gostaria de nos ajudar a pagar as contas?

Clique no botão abaixo e faça uma contribuição voluntária, de qualquer valor!

Você ainda tem a opção de tornar esta ajuda permanente, com um valor mensal fixo, marcando a opção “Transformar em doação mensalmente

botão doação paypal
paypal QR Code doação

Gostou? Curta, comente e compartilhe a publicação original! Ajude a divulgar o projeto! Deixe seu comentário no final desta postagem!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *