Gostou? Curta, comente e compartilhe a publicação original! Ajude a divulgar o projeto! Deixe seu comentário no final desta postagem!

Em 08 de fevereiro de 1985, o Brasil lançava seu primeiro satélite de telecomunicações, o satélite Brasilsat I.

Reza a lenda que o projeto Brasilsat teria começado por conta de um acontecimento durante as eliminatórias para a copa de 1982.

Na época, dois jogos da seleção brasileira não puderam ser transmitidos, por falta de disponibilidade de transponder no satélite do sistema Intelsat, que a Embratel alugava sempre que necessitava realizar transmissões dessa natureza.

O resultado disso foi que tivemos de nos contentar com a transmissão apenas de áudio. ☹

Alguém importante deve ter ficado muito bravo por não ter podido assistir ao jogo. 😊

E assim, por conta do futebol, nossa paixão nacional, iniciava-se a discussão sobre a necessidade de o Brasil ter autossuficiência nas comunicações via satélite.

satélite Brasilsat I 2
O “bichano” em suas dimensões reais

Coube à estatal brasileira Embratel a missão de conduzir o processo de implantação do sistema, fechando, em agosto de 1982, a contratação da empresa canadense Spar Aerospace para a construção dos dois primeiros satélites do sistema: os Brasilsat I e II (depois rebatizados como A1 e A2).

Os equipamentos eram baseados modelo HS-376, licenciado da empresa norte-americana Hughes Space.

O primeiro deles foi lançado em 8 de fevereiro de 1985, na Guiana Francesa, utilizando-se de foguetes franceses da família Ariane, sendo posicionado aos 65° oeste.

Neste momento histórico, o Brasil se tornava independente nas comunicações via satélite, cobrindo todo território nacional com serviços de radiodifusão, dados e telefonia.

satélite Brasilsat I 3
Selo comemorativo produzido pelos Correios na época

Com o lançamento do Brasilsat II (A2), em 28 de marços do ano seguinte, o sistema teve sua cobertura ampliada, passando a ser capaz de atender também a outros países da América do Sul.

Com os dois sistemas em operação, o Brasil passou a ter capacidade de transmissão simultânea de até 12 mil ligações telefônicas, 24 programas de televisão e 28.800 linhas de telex.

Prestou nobres serviços ao país, sendo vendido em 1995, quando foi substituído pelos novos satélites da série “B”.


E você, saberia dizer quantos satélites no total o Brasil já lançou?

Clique aqui e deixe seu comentário no final desta postagem! Sua participação é muito importante pra nós!

Vídeo(s):

*legendas disponíveis nos controles do Youtube, na opção “⚙ >> Legendas/CC >> Traduzir automaticamente”.

Cobertura ao vivo do Jornal Nacional
Mais em:



*As imagens utilizadas nesta postagem são meramente ilustrativas e foram obtidas da internet.


Quer nos ajudar com doações de itens para o acervo do Museu Capixaba do Computador – MCC?

Entre em contato conosco por meio dos canais de comunicação identificados nos ícones abaixo, ou ainda por quaisquer uma das nossas redes sociais listadas no topo da página.

WhatsAppmessengerinstagram directemail
Clique no ícone desejado e entre em contato conosco!

As doações também poderão ser entregues diretamente na sede do museu, neste endereço.

Para refrescar a memória e te ajudar a identificar alguns itens que buscamos, aqui você encontra nosso álbum de “Procura-se” .

Colabore você também com o primeiro museu capixaba dedicado à memória da tecnologia da informação! 

Doe seus itens sem uso. Você ajuda a natureza e dá uma finalidade socialmente útil pra eles!


Somos um projeto sem fins lucrativos. Mas temos despesas. 😊
Se você curte nosso trabalho, gostaria de nos ajudar a pagar as contas?

Clique no botão abaixo e faça uma contribuição voluntária, de qualquer valor!

Você ainda tem a opção de tornar esta ajuda permanente, com um valor mensal fixo, marcando a opção “Transformar em doação mensalmente

botão doação paypal
paypal QR Code doação

Gostou? Curta, comente e compartilhe a publicação original! Ajude a divulgar o projeto! Deixe seu comentário no final desta postagem!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *