A Control Data Corporation de 1957.

Gostou? Curta e compartilhe a publicação original! Ajude a divulgar o projeto! Deixe também seu comentário no final da postagem!

Em 08 de julho de 1957, era fundada nos EUA a Control Data Corporation (CDC), uma das empresas pioneiras no segmento de supercomputadores.

Nesta data, no estado de Minnesota/EUA, a CDC era “incorporada” por Fremont Fletcher, Abbot L. Fletcher e D.P. Wassenberg. Algum tempo depois, se juntariam a eles Robert Perkins, William R. Keye, Howard Shekels, Robert Kisch e Seymour Cray (guardem este último nome), seis ex-funcionários da empresa Sperry Rand, que na época era a fabricante dos computadores da linha UNIVAC [1].

Tratava-se de uma empresa especializada em fazer computadores de grande porte (mainframes e supercomputadores), fazendo parte do grupo de empresas buscavam competir com a gigante IBM por uma fatia do proeminente mercado de computadores, dominado pela Big Blue.

Este grupo, que ficou conhecido pela sigla BUNCH, era formado pelas empresas: Burroughs [2], UNIVAC, NCR, Control Data Corporation e Honeywell, todas fabricantes de computadores.

A empresa iniciou suas atividades comercializando periféricos, como sistemas de armazenamento. Dois anos depois, lançavam seu primeiro modelo, o CDC 1604 de 48 bits, cujo primeiro exemplar foi destinado à marinha norte-americana.

No ano seguinte, em 1960, o modelo CDC 160A de 12bits, considerado um dos primeiros “mini computadores” da história, começava a ser vendido.

Em sua primeira década de existência, a CDC foi responsável pela criação dos computadores mais rápidos do mundo.

O principal responsável por esta façanha era seu engenheiro chefe Seymour Cray, que em 1972 deixaria a empresa para criar a Cray Research.

Já de cara, seu primeiro produto na nova empresa, o “Cray 1”, tomaria a primeira posição no podium dos computadores mais rápidos do mundo. Da mesma forma, a Cray Research passaria a ser também vista como “a empresa que faz os computadores mais rápidos do mundo”. 😊

Posteriormente, Seymour Cray entraria para a história como o “pai dos supercomputadores”.

Embora muito bem sucedida nos anos anteriores, na década de 80 a CDC entraria em crise, o que culminou com a venda do departamento de computadores no final da década.


E você, usou algum computador da CDC?

Clique aqui e deixe seu comentário no final desta postagem! Sua participação é muito importante pra nós!


Vídeos(s):

*legendas disponíveis nos controles do Youtube, na opção “Legendas/CC –> Traduzir automaticamente”.

O CDC 3600 de 1966
A história da CDC
O CDC 6500 no Living Computers Museum
A vida e obra do Seymour Cray
The Cray Way
Mais em:



*As imagens utilizadas nesta postagem são meramente ilustrativas e foram obtidas da internet.


Quer nos ajudar com doações de itens para o acervo do Museu Capixaba do Computador – MCC?

Entre em contato conosco por meio dos canais de comunicação identificados nos ícones abaixo, ou ainda por quaisquer uma das nossas redes sociais listadas no topo da página.

messengerinstagram directemail
Clique no ícone desejado e entre em contato conosco!

As doações também poderão ser entregues diretamente na sede do museu, neste endereço.

Para refrescar a memória e te ajudar a identificar alguns itens que buscamos, aqui você encontra nosso álbum de “Procura-se” .

Colabore você também com o primeiro museu capixaba dedicado à memória da tecnologia da informação! 

Doe seus itens sem uso. Você ajuda a natureza e dá uma finalidade socialmente útil pra eles!


Gostou? Curta e compartilhe a publicação original! Ajude a divulgar o projeto! Deixe também seu comentário no final da postagem!

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.