Gostou? Curta, comente e compartilhe a publicação original! Ajude a divulgar o projeto! Deixe seu comentário no final desta postagem!

Em 16 de abril de 1971, Abhay Bhushan Pandey publicava a primeira especificação do File Transfer Protocol (Protocolo de Transferência de Arquivo), o nosso saudoso protocolo FTP.   

O File Transfer Protocol (Protocolo de Transferência de Arquivo), mais conhecido pela suas iniciais “FTP”, foi um protocolo de comunicação criado para controlar a transferência de arquivos entre dois computadores conectados por uma rede, operando num sistema em que um deles é um “servidor” e o outro um “cliente”.

Sua primeira versão foi publicada na Request for CommentsRFC 114, ainda numa época em que a ARPANET, rede predecessora da nossa Internet, se utilizava do protocolo de comunicação Network Control Protocol (NCP), depois substituído pelo TCP/IP.

Durante muito tempo, numa distante era em que os sistemas operacionais não dispunham de interfaces gráficas, os usuários dependeram de linhas de comando (texto) para operar os aplicativos em transferências de arquivos via FTP.

Esteve presente na quase totalidade dos sistemas operacionais, como sistemas UNIX, MS-DOS, Windows, MacOS e Linux.

protocolo FTP 2
Modalidade com interface gráfica

Com a introdução dos sistemas gráficos com janelas, novas versões dos aplicativos passaram a poder ser operadas com a ajuda de um mouse, culminando com a incorporação do aplicativo aos próprios navegadores internet (browsers), que também assumiriam esta função.

A praticidade e simplicidade do protocolo vinha a um preço: durante o processo de conexão ao servidor remoto, login e senha eram enviados pela rede sem qualquer proteção (clear text), tornando a operação de autenticação do usuário alvo fácil de pessoas mal-intencionadas e que fossem capazes de monitorar os dados transmitidos entre os dois computadores.

Apesar de ter sido usado por décadas para transferir arquivos na internet, atualmente a maioria dos navegadores deixou de suportá-lo, considerando as questões de segurança envolvidas.

Posteriormente foi substituído por uma versão alternativa mais segura, o Secure File Transfer Protocol (SFTP).


E você, usava o protocolo FTP para alguma operação?

Clique aqui e deixe seu comentário no final desta postagem! Sua participação é muito importante pra nós!

Vídeo(s):

*legendas disponíveis nos controles do Youtube, na opção “⚙ >> Legendas/CC >> Traduzir automaticamente”.

Como funciona o FTP
Mais em:



*As imagens utilizadas nesta postagem são meramente ilustrativas e foram obtidas da internet.


Quer nos ajudar com doações de itens para o acervo do Museu Capixaba do Computador – MCC?

Entre em contato conosco por meio dos canais de comunicação identificados nos ícones abaixo, ou ainda por quaisquer uma das nossas redes sociais listadas no topo da página.

WhatsAppmessengerinstagram directemail
Clique no ícone desejado e entre em contato conosco!

As doações também poderão ser entregues diretamente na sede do museu, neste endereço.

Para refrescar a memória e te ajudar a identificar alguns itens que buscamos, aqui você encontra nosso álbum de “Procura-se” .

Colabore você também com o primeiro museu capixaba dedicado à memória da tecnologia da informação! 

Doe seus itens sem uso. Você ajuda a natureza e dá uma finalidade socialmente útil pra eles!


Somos um projeto sem fins lucrativos. Mas temos despesas. 😊
Se você curte nosso trabalho, gostaria de nos ajudar a pagar as contas?

Clique no botão abaixo e faça uma contribuição voluntária, de qualquer valor!

Você ainda tem a opção de tornar esta ajuda permanente, com um valor mensal fixo, marcando a opção “Transformar em doação mensalmente

botão doação paypal
paypal QR Code doação

Gostou? Curta, comente e compartilhe a publicação original! Ajude a divulgar o projeto! Deixe seu comentário no final desta postagem!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *