Gostou? Curta e compartilhe a publicação original! Ajude a divulgar o projeto! Deixe também seu comentário no final da postagem!

Em julho de 1985, a empresa Aldus Corporation lançava a primeira versão (para computadores Apple Macintosh) do seu software Aldus PageMaker.

Ele foi o aplicativo que revolucionou o mundo gráfico e da publicidade, pois trazia ao alcance de todos, e com custo relativamente baixo, a possibilidade de criação de textos e matérias publicitárias com qualidade profissional.

Foi o primeiro aplicativo de Editoração Eletrônica para microcomputadores da história com interface WYSIWYG, sendo um sucesso imediato já quando do lançamento da primeira versão para computadores Macintosh [1].

No ano seguinte, o sucesso se repetiria com o lançamento da versão para Windows. Vale destacar aqui que a versão para o sistema Windows [2] era executada na primeira geração desse sistema (a 1.0), que ainda engatinhava em recursos e na aceitação do mercado. Foi uma das poucas aplicações profissionais criadas para este sistema.

O sucesso deste aplicativo também alavancou a comercialização de computadores Mac e impressoras LaserWriter da Apple, que vendiam em grandes quantidades para pessoas interessadas na produção de documentos.  Foi exatamente esta “trindade” formada por este conjunto de elementos que demarcaria o início da revolução da Editoração Eletrônica (Desktop Publishing).

Isso também permitiu a criação de um novo mercado, para pequenas empresas e profissionais, de criação de documentos, panfletos, cartazes, etc, cuja produção antes ficava restrita às grandes empresas, capazes de arcar com os altos custos envolvidos nos processos tradicionais de composição.

O programador e empresário Paul Brainerd, além de fundar a Aldus Corporation em 1984, também foi responsável pela criação do termo “Desktop Publishing”, dado que, naquela altura, ainda não existia uma expressão capaz de definir o que o aplicativo era capaz de fazer. 😊

A última versão do software sob o comando da Aldus foi lançada em 1993. No ano seguinte, a Aldus seria vendida para a Adobe Systems, que só produziria novas versões até 2001, quando o software foi descontinuado e substituído pelo Adobe InDesign.

Quer matar a saudade do PageMaker? Baixe aqui neste endereço as primeiras versões do PageMaker para Windows.

E você, usou o PageMaker ou algum outro software de Editoração Eletrônica?

Clique aqui e deixe seu comentário no final desta postagem! Sua participação é muito importante pra nós!


Vídeos(s):

*legendas disponíveis nos controles do Youtube, na opção “Legendas/CC –> Traduzir automaticamente”.

PageMaker no Mac (1986)
The Computer Chronicles – Editoração Eletrônica (1986) – parte 1
The Computer Chronicles – Editoração Eletrônica (1986) – parte 2
O ‘adeus’ da Aldus Corporation
Mais em:



*As imagens utilizadas nesta postagem são meramente ilustrativas e foram obtidas da internet.


Quer nos ajudar com doações de itens para o acervo do Museu Capixaba do Computador – MCC?

Entre em contato conosco por meio dos canais de comunicação identificados nos ícones abaixo, ou ainda por quaisquer uma das nossas redes sociais listadas no topo da página.

messengerinstagram directemail
Clique no ícone desejado e entre em contato conosco!

As doações também poderão ser entregues diretamente na sede do museu, neste endereço.

Para refrescar a memória e te ajudar a identificar alguns itens que buscamos, aqui você encontra nosso álbum de “Procura-se” .

Colabore você também com o primeiro museu capixaba dedicado à memória da tecnologia da informação! 

Doe seus itens sem uso. Você ajuda a natureza e dá uma finalidade socialmente útil pra eles!


Gostou? Curta e compartilhe a publicação original! Ajude a divulgar o projeto! Deixe também seu comentário no final da postagem!

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.