Gostou? Curta, comente e compartilhe a publicação original! Ajude a divulgar o projeto! Deixe seu comentário no final desta postagem!

Em 22 de outubro de 2003, a Apple lançava a nova e última geração de portáteis baseados no processador Power PC, o Apple iBook G4.

A linha de computadores Apple iBook foi uma família de portáteis (laptops) “de entrada”, voltada aos mercados de consumo e educacional, com preços bem mais palatáveis que sua linha “top” PowerBook.

Após o enorme sucesso do primeiro modelo Apple iBook G3 Clamshell (“Concha”), lançado em 1999, a empresa da maçã apresentava agora seu novo modelo Apple iBook G4, um dos primeiros notebooks da empresa a usar o processador PowerPC G4, que oferecia maior desempenho e eficiência do que o anterior PowerPC G3.

Seguindo a mesma estética da segunda geração do iBook G3, seu projeto tinha por base um design compacto e resistente, construído em um gabinete em policarbonato branco de apenas 2,2 kg de peso, o que o tornaria popular entre estudantes e usuários que necessitavam de mobilidade.

Apple iBook G4 2
Vista interna

Mas apesar da semelhança estética com o iBook G3, o novo Apple iBook G4 “escondia” uma enorme evolução, dispondo de um processador mais rápido, uma placa-mãe com barramento de sistema de maior capacidade, suporte para memórias RAM de maior velocidade, suporte para discos rígidos mais rápidos e recursos gráficos avançados.

Para tanto, os primeiros modelos contavam com um processador PowerPC G4 7457 de até 1GHz de velocidade, 256 MB de memória RAM (expansível até 1152 MB), memória ROM de 1MB, disco rígido de até 60 GB de capacidade, unidade óptica para gravação/leitura de CDs, tela de 12 ou 14 polegadas com resolução de 1024×768 pontos, placa gráfica ATI Mobility Radeon 9200 com 32 MB de memória dedicada, slot para cartões de expansão PC Card e uma bateria que prometia autonomia de até seis horas de duração.

O iBook G4 dispunha ainda de uma variedade de portas de entrada e saída, que incluíam uma porta FireWire 400, duas portas USB 2.0, modem 56K v.92 integrado, uma porta de rede padrão Ethernet 10/100 BASE-T, uma saída de áudio e uma saída de vídeo mini-VGA.

Era também compatível (como opcionais) com as tecnologias sem fio AirPort Extreme, baseada no padrão WiFi 802.11g [x] (capaz de transmitir dados cinco vezes mais rápido que o 802.11b), e Bluetooth, que conectava periféricos sem fio como teclados, mouses e fones de ouvido.

Apple iBook G4 3
Vista interna (face oposta)

Junto com o computador, estreava também o novo sistema operacional Mac OS X versão 10.3 “Panther”, que trazia mais de 150 novas funcionalidades, como o Exposé, o File Vault e o iChat AV. Ao mesmo tempo, os iBook G4 deixavam de suportar o sistema MacOS 9, sendo incapazes de inicializar com esta versão de sistema.

O iBook G4 foi um sucesso de vendas e crítica, sendo considerado um dos melhores notebooks da época, recebendo na época elogios da revista PC World por seu design, desempenho, autonomia da bateria e preço acessível, e da revista Macworld, que destacou a sua portabilidade, qualidade gráfica e recursos do Mac OS X Panther.

Receberia ainda algumas atualizações em abril de 2004 e julho de 2005, aumentando a velocidade do processador, a capacidade do disco rígido, do drive óptico e adicionando a tecnologia Sudden Motion Sensor, que protegia o disco rígido em caso de quedas ou impactos.

O iBook G4, um dos últimos computadores da Apple a usar os processadores PowerPC (desenvolvido em parceria da Apple com a IBM e a Motorola), teve seu último modelo descontinuado em 16 maio de 2006, sendo substituído pela linha Apple MacBook [x], agora baseada no processador Intel Core Duo.


E você, teve algum dos modelos do Apple iBook G4?

Clique aqui e deixe seu comentário no final desta postagem! Sua participação é muito importante pra nós!

Vídeo(s):

*legendas disponíveis nos controles do Youtube, na opção “⚙ >> Legendas/CC >> Traduzir automaticamente”.

Comercial de TV
Review do iBook G4
Mais em:



*As imagens utilizadas nesta postagem são meramente ilustrativas e foram obtidas da internet.


Quer nos ajudar com doações de itens para o acervo do Museu Capixaba do Computador – MCC?

Entre em contato conosco por meio dos canais de comunicação identificados nos ícones abaixo, ou ainda por quaisquer uma das nossas redes sociais listadas no topo da página.

WhatsAppmessengerinstagram directemail
Clique no ícone desejado e entre em contato conosco!

As doações também poderão ser entregues diretamente na sede do museu, neste endereço.

Para refrescar a memória e te ajudar a identificar alguns itens que buscamos, aqui você encontra nosso álbum de “Procura-se” .

Colabore você também com o primeiro museu capixaba dedicado à memória da tecnologia da informação! 

Doe seus itens sem uso. Você ajuda a natureza e dá uma finalidade socialmente útil pra eles!


Somos um projeto sem fins lucrativos. Mas temos despesas. 😊
Se você curte nosso trabalho, gostaria de nos ajudar a pagar as contas?

Clique no botão “Doar” abaixo e faça uma contribuição voluntária, de qualquer valor!

Você ainda tem a opção de tornar esta ajuda permanente, com um valor mensal fixo, marcando a opção “Transformar em doação mensalmente

botão doação paypal
paypal QR Code doação

Mas caso não possa colaborar com doações, você também nos ajuda muito clicando no anúncio abaixo:


Gostou? Curta, comente e compartilhe a publicação original! Ajude a divulgar o projeto! Deixe seu comentário no final desta postagem!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *