A Apple processa a Microsoft em 1988

Gostou? Curta e compartilhe a publicação original! Ajude a divulgar o projeto! Deixe também seu comentário no final da postagem!

Em 17 de março de 1988, a Apple processa a Microsoft por conta da interface gráfica do novo Windows 2.0.

Nesta data, Apple Computer iniciava processo contra a Microsoft com uma petição de 11 páginas, na qual a Apple acusava a Microsoft de “roubar” a aparência do sistema Macintosh e a utilizar no seu Windows 2.0, supostamente violando 13 de suas patentes.

A grande questão é que a “ideia” original dessa interface gráfica  não era de nenhum deles. Tinha sido copiada por ambos da XEROX, criadora original do conceito.

A coisa começou a “dar ruim” pro lado da Apple no ano seguinte, quando a Apple foi processada exatamente pela XEROX por terem roubado a ideia original deles e usado no LISA e no Macintosh.

Este fato certamente influenciou na decisão final do juiz em 1994, que decidiu que, em função de um acordo assinado entre a Apple e a Microsoft em 1985, a Apple não poderia exigir direitos da ideia da interface gráfica ou mesmo do conceito de “área de trabalho”, perdendo a disputa.

Iniciava-se aí a hegemonia do sistema Windows no mercado de computadores pessoais.

E você, qual sistema operacional é o seu preferido?

Clique aqui e deixe seu comentário no final desta postagem! Sua participação é muito importante pra nós!

Vídeo(s):

*legendas disponíveis nos controles do Youtube, na opção “Legendas/CC –> Traduzir automaticamente”.

Matéria jornalística da época
Mais em:



*As imagens utilizadas nesta postagem são meramente ilustrativas e foram obtidas da internet.


Quer nos ajudar com doações de itens para o acervo do Museu Capixaba do Computador – MCC?

Entre em contato conosco por meio dos canais de comunicação identificados nos ícones abaixo, ou ainda por quaisquer uma das nossas redes sociais listadas no topo da página.

messengerinstagram directemail
Clique no ícone desejado e entre em contato conosco!

As doações também poderão ser entregues diretamente na sede do museu, neste endereço.

Para refrescar a memória e te ajudar a identificar alguns itens que buscamos, aqui você encontra nosso álbum de “Procura-se” .

Colabore você também com o primeiro museu capixaba dedicado à memória da tecnologia da informação! 

Doe seus itens sem uso. Você ajuda a natureza e dá uma finalidade socialmente útil pra eles!


Gostou? Curta e compartilhe a publicação original! Ajude a divulgar o projeto! Deixe também seu comentário no final da postagem!

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.