Gostou? Curta, comente e compartilhe a publicação original! Ajude a divulgar o projeto! Deixe seu comentário no final desta postagem!

Em 03 de agosto de 1977, no hotel Warwick de Nova York, a Tandy Corporation anunciava o seu “TRS-80 Microcomputer System”, depois rebatizado como microcomputador TRS-80 modelo I.

O TRS-80, das iniciais de “Tandy Radio Shack”, foi um microcomputador fabricado pela empresa Tandy Corporation e comercializado por sua subsidiária RadioShack, grande rede varejista de produtos eletroeletrônicos.

microcomputador TRS-80 modelo I 2
Versão com upgrade de 16Kb de RAM e teclado numérico reduzido.

Numa época em que os microcomputadores eram vendidos em formas de “kits” para entusiastas e hobistas de eletrônica, o TRS-80 foi um dos primeiros computadores pessoais “de massa” disponíveis para o público leigo.

Tendo sido lançado no mesmo ano dos concorrentes Apple II e Commodore PET, estes três computadores foram um marco na história dos computadores pessoais, ficando conhecidos como a “trindade de 1977”.

microcomputador TRS-80 modelo I 3
Vista traseira

Com um protótipo aprovado pela diretoria da empresa meses antes e sem acreditar muito no futuro do seu computador, estimavam vender umas 3 mil unidades no primeiro ano.

Mas seu sucesso foi tão grande que a primeira fornada esgotou no primeiro mês de vendas, quando 10 mil unidades foram vendidas. Foi necessário quase 1 ano até que a empresa conseguisse atender a demanda do mercado.

microcomputador TRS-80 modelo I 4
Placa principal

Entre 1977 e 1981, mais de 200mil unidades foram comercializadas. Um feito e tanto!

Contava com microprocessador Zilog Z-80 rodando a uma velocidade de 1,77MHz (de onde veio o sufixo “80” do seu nome), memória RAM de 4KB (expansível a 16KB), memória ROM de 4KB, interpretador BASIC residente e um teclado integrado no gabinete.

microcomputador TRS-80 modelo I 5
Alguns dos muitos periféricos e acessórios fabricados

O “kit” básico contemplava também um monitor e um gravador K7, tudo isso pela bagatela de US$ 599,95.

Mesmo com as elevadas vendas para a época, teve problemas de projeto que causavam reiteradas falhas e mau contatos nas conexões com dispositivos externos. Sua operação gerava também enorme interferência (via radiofrequência) nos equipamentos próximos, problemas que lhe deram o carinhoso apelido de “Trash-80” (Lixo-80). 😊

microcomputador TRS-80 modelo I 6
microcomputador TRS-80 modelo I 7
Anúncios da época

Sem conseguir atender às exigências da Federal Communications Commission – FCC (a Anatel norte-americana) quanto aos problemas de interferência, foi “aposentado” em 1981, sendo substituído pelo novo TRS-80 modelo III.

Pegando carona em seu sucesso, a empresa lançaria vários outros modelos que adotariam a denominação TRS-80, sem, contudo, guardarem qualquer semelhança com o modelo original, como: TRS-80 Modelo II, TRS-80 Modelo 2000, TRS-80 Modelo 100, TRS-80 Color Computer (o CoCo) e TRS-80 Pocket Computer.

microcomputador TRS-80 modelo I 8
Alguns dos vários “clones” brasileiros

Empresas brasileiras também surfariam esta onda de sucesso, produzindo uma grande leva de clones nacionais, como os modelos Digitus DGT-100 e DGT-1000, Dismac D-8000, Sysdata JR, entre outros.

Aqui, a versão completa do manual de usuário original:

Loader Loading…
EAD Logo Taking too long?

Reload Reload document
| Open Open in new tab
microcomputador TRS-80 modelo I 9
Um TRS-80 no MCCEmu

Quer experimentar este e outros computadores e consoles antigos, do Brasil e do mundo, de forma virtual no seu próprio PC?
Baixe neste endereço o multiemulador do Museu Capixaba do Computador (MCCEmu) e divirta-se!


E você, teve algum modelo de computador compatível com a linha TRS-80?

Clique aqui e deixe seu comentário no final desta postagem! Sua participação é muito importante pra nós!

Vídeo(s):

*legendas disponíveis nos controles do Youtube, na opção “⚙ >> Legendas/CC >> Traduzir automaticamente”.

Visão geral do TRS-80 modelo I
Jogos do TRS-80
Mais em:



*As imagens utilizadas nesta postagem são meramente ilustrativas e foram obtidas da internet.


Quer nos ajudar com doações de itens para o acervo do Museu Capixaba do Computador – MCC?

Entre em contato conosco por meio dos canais de comunicação identificados nos ícones abaixo, ou ainda por quaisquer uma das nossas redes sociais listadas no topo da página.

WhatsAppmessengerinstagram directemail
Clique no ícone desejado e entre em contato conosco!

As doações também poderão ser entregues diretamente na sede do museu, neste endereço.

Para refrescar a memória e te ajudar a identificar alguns itens que buscamos, aqui você encontra nosso álbum de “Procura-se” .

Colabore você também com o primeiro museu capixaba dedicado à memória da tecnologia da informação! 

Doe seus itens sem uso. Você ajuda a natureza e dá uma finalidade socialmente útil pra eles!


Somos um projeto sem fins lucrativos. Mas temos despesas. 😊
Se você curte nosso trabalho, gostaria de nos ajudar a pagar as contas?

Clique no botão abaixo e faça uma contribuição voluntária, de qualquer valor!

Você ainda tem a opção de tornar esta ajuda permanente, com um valor mensal fixo, marcando a opção “Transformar em doação mensalmente

botão doação paypal
paypal QR Code doação

Gostou? Curta, comente e compartilhe a publicação original! Ajude a divulgar o projeto! Deixe seu comentário no final desta postagem!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *