Gostou? Curta, comente e compartilhe a publicação original! Ajude a divulgar o projeto! Deixe seu comentário no final desta postagem!

Em 23 de fevereiro de 1998, a Netscape Communications Corporation anunciava a criação do projeto mozilla.org, com o objetivo de promover o desenvolvimento do código Netscape, que estava sendo tornado público na mesma época.

Reconhecendo que havia perdido a batalha contra o navegador Internet Explorer da Microsoft, a Netscape Communications havia anunciado, no mês anterior, que seu produto Netscape Communicator passaria a ser gratuito e que ainda divulgaria publicamente seu código fonte.

A ideia da empresa era, ao mesmo tempo em que liberava o código fonte do Netscape (na esperança de que se tornasse um projeto de código aberto popular), criar uma espécie de sistema colaborativo que possibilitasse manter o processo de desenvolvimento do software.

Nascia assim a “Mozilla”, ou “moz://a” na grafia estilizada original, uma comunidade inicialmente composta de funcionários da Netscape dedicados a promover e coordenar o futuro desenvolvimento do Mozilla Application Suite” (um novo “suíte” de aplicativos para navegação na Internet que substituiria o Netscape Communicator), funcionando como uma espécie de ponto focal para desenvolvedores interessados em colaborar.

criação do projeto mozilla.org 2
Manifesto Mozilla: 10 princípios e objetivos que norteiam a instituição

Ao mesmo tempo, surgia a personalidade jurídica Mozilla Organization, vinculada à empresa Netscape Communications Corporation, responsável pelas operações da Mozilla.

A ideia do nome teria vindo de Jamie W. Zawinski, membro da equipe da Netscape, que juntou os nomes “Mosaic”, um dos primeiros navegadores web criados, e “Godzilla”, o lendário e fictício monstro japonês.

Sobre a notícia da criação da Mozilla, o criador do sistema Linux, Linus Torvalds, teria comentado na época:

“A popularidade e o sucesso do Apache, o sistema operacional Linux, a versão BSD do UNIX e muitos outros softwares, provam o valor e o impacto do desenvolvimento de código aberto.
[…]
Ao apresentar o mozilla.org, a Netscape criou um ambiente que trará o melhor da Internet para um local comum, incentivando os desenvolvedores a criar produtos de qualidade para os usuários finais.”

Passados alguns anos, decididos a desmembrar a proposta original do suíte único de aplicativos em programas independentes, este mesmo grupo, com a colaboração de diversos outros participantes, iniciaria em 2002 o projeto “Phoenix” (a “Fênix”, aquele pássaro que ressurgia das cinzas, como o falecido Netscape 😊), com o objetivo de produzir um novo navegador que pudesse ser utilizado de forma autônoma, ou seja, fora do tal “suíte”.

criação do projeto mozilla.org 3
Firefox: resultado de anos de trabalho e colaboração

E assim, como resultado desde esforço, em 23 de setembro de 2002, a versão 0.1 do projeto Phoenix era concluída.

O projeto prosseguiu e, passados outros dois anos, após várias mudanças de nome e adição de diversas novas funcionalidades, a primeira “versão maior” (major version) era finalmente lançada: a versão Firefox 1.0.

Seu lançamento gerou enorme curiosidade e foi seguido de um razoável sucesso, tendo sido baixadas mais de 5,6 milhões de cópias nas duas primeiras semanas de disponibilização.

Este novo navegador, que chegaria a ocupar 30% do mercado em 2009, viria novamente a sucumbir à concorrência com o Google Chrome, estando hoje presente em aproximadamente 8% dos computadores do mundo.

Junto com a Mozilla, surgia também o novo modelo de licença para softwares livres de código aberto, a Mozilla Public License – MPL (Licença Pública Mozilla), muito similar ao preexistente copyleft, mas mais flexível quanto ao uso dos códigos originais em aplicativos derivados dele, até mesmo autorizando versões proprietárias.

Foi adotado nos aplicativos Mozilla Firefox e Mozilla Thunderbird, bem como no pacote LibreOffice da The Document Foundation.

O projeto Mozilla passaria a ser gerenciado a partir de 2003 pela instituição sem fins lucrativos Mozilla Foundation, criada em 15 de julho de 2003 quando da sua desvinculação da América Online (então dona da Netscape), para que pudesse prosseguir com suas próprias pernas, visto que a AOL não pretendia mais financiar o projeto.

A Mozilla Foundation atua como a entidade controladora por trás da Mozilla Corporation, a empresa responsável pelo desenvolvimento do navegador web Firefox e de outros projetos relacionados, tendo como missão promover a abertura, a inovação e a participação na Internet.

Além do navegador Firefox, a Mozilla Foundation também financia o desenvolvimento de outros projetos, como o Thunderbird (cliente de e-mail), o Firefox OS (sistema operacional livre), o MDN Web Docs (repositório de documentação web), além de iniciativas relacionadas à privacidade e segurança na internet.

Através de seus esforços, a Mozilla Foundation desempenha um papel importante na promoção de uma Internet saudável e vibrante, estando comprometida com a defesa dos direitos dos usuários e com a criação de uma web que seja orientada pelos interesses e necessidades dos usuários, em vez de priorizar os lucros corporativos.


E você, usa o navegador Mozilla Firefox ou prefere outro?

Clique aqui e deixe seu comentário no final desta postagem! Sua participação é muito importante pra nós!

Vídeo(s):

*legendas disponíveis nos controles do Youtube, na opção “⚙ >> Legendas/CC >> Traduzir automaticamente”.

Documentário Project Code Rush, que mostra o início do projeto Mozilla
Mitchell Baker fala sobre a Mozilla
Mais em:



*As imagens utilizadas nesta postagem são meramente ilustrativas e foram obtidas da internet.


Quer nos ajudar com doações de itens para o acervo do Museu Capixaba do Computador – MCC?

Entre em contato conosco por meio dos canais de comunicação identificados nos ícones abaixo, ou ainda por quaisquer uma das nossas redes sociais listadas no topo da página.

WhatsAppmessengerinstagram directemail
Clique no ícone desejado e entre em contato conosco!

As doações também poderão ser entregues diretamente na sede do museu, neste endereço.

Para refrescar a memória e te ajudar a identificar alguns itens que buscamos, aqui você encontra nosso álbum de “Procura-se” .

Colabore você também com o primeiro museu capixaba dedicado à memória da tecnologia da informação! 

Doe seus itens sem uso. Você ajuda a natureza e dá uma finalidade socialmente útil pra eles!


Somos um projeto sem fins lucrativos. Mas temos despesas. 😊
Se você curte nosso trabalho, gostaria de nos ajudar a pagar as contas?

Clique no botão “Doar” abaixo e faça uma contribuição voluntária, de qualquer valor!

Você ainda tem a opção de tornar esta ajuda permanente, com um valor mensal fixo, marcando a opção “Transformar em doação mensalmente

botão doação paypal
paypal QR Code doação

Mas caso não possa colaborar com doações, você também nos ajuda muito clicando no anúncio abaixo:


Gostou? Curta, comente e compartilhe a publicação original! Ajude a divulgar o projeto! Deixe seu comentário no final desta postagem!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *