O computador Zuse Z4 de 1950

Gostou? Curta e compartilhe a publicação original! Ajude a divulgar o projeto! Deixe também seu comentário no final da postagem!

Em 12 de julho de 1950, o cientista alemão Konrad Zuse consegue finalizar e entregar o seu computador Zuse Z4.

Trata-se do primeiro computador digital “comercial” da história, criado meses antes do UNIVAC [1], que já era, contudo, eletrônico.

O Z4 foi produzido por encomenda da empresa Henschel & Son em 1942. Contudo, as dificuldades impostas pela 2ª guerra impediram que ele fosse entregue ao contratante original, permanecendo de posse de Zuse.

Mas passada a guerra (e a derrota alemã), em 1949 o matemático suíço Eduard Stiefel, depois de conhecer os modelos norte-americanos de computadores, visita os laboratórios de Zuse, onde conhece o modelo Z4.

Curioso com o dispositivo, Stiefel pede a Zuse, como teste do sistema, que o Z4 resolva uma certa equação diferencial.

Rapidamente o computador é então programado e o cálculo solicitado é processado com exatidão. Stiefel, maravilhado, fecha imediatamente a compra do computador, que seria entregue no ano seguinte no recém fundado Institute for Applied Mathematics em Zurique na Suíça.

O Z4 era um dispositivo eletromecânico feito com relés e já utilizava lógica binária em sua implementação. Sua memória era organizada em palavras de 32bits e era capaz de executar funções complexas como cálculo de raiz quadrada e seno.

Fato curioso é que no fim da guerra, Zuse, tentando proteger sua única invenção ainda não destruída pelas bombas aliadas [2], transportou o monstrengo para a cidade de Hinterstein, na região da Bavária, onde o remontou no deposito farinha de uma padaria.

Zuse viveu ali “na moita” até 1949, quando circulavam rumores de que o Z4, seu único computador ainda inteiro, pudesse estar por ali.

computador Zuse Z4 2
Zuse criou diversos outros modelos, antes e depois do Z4

A IBM tentou encontra-lo para adquiri-lo, mas coube a Eduard Stiefel a sorte de localizar Zuse nesta cidade e convence-lo a vender o computador por uma quantia generosa.

Até aquele momento, este era o único computador da Europa central.

Com a quantia ganha, Zuse monta sua própria empresa, a Zuze KG, que posteriormente venderia mais de 250 computadores em toda a Europa.

Mas o reconhecimento de Zuse como “inventor do computador” só veio anos mais tarde, depois de muito debate entre os cientistas.

Até então, o título de primeiro computador era do MARK 1 [3] americano, de 1944.

Contudo o Z3, também de Zuse, tinha sido construído anos antes, em 1941. A questão é que tudo relacionado ao Z3 (e dos antecessores Z2 e Z1) tinha sido destruído na guerra…

Foi então que numa conferência de matemáticos em 1998, durante um debate de “quem inventou o computador” que, com base em diversas evidências e documentos coletados, a maioria votou por Zuse.

Em uma de suas entrevistas, Zuse comentou que teria inventado o computador por que tinha enorme preguiça de fazer contas.

Precisamos de mais gente preguiçosa assim. 😊

Atualmente o Z4 está em exposição no Deutsches Museum, na cidade alemã de Munique.


E você, já conheceu de perto algum computador antigo como este?

Clique aqui e deixe seu comentário no final desta postagem! Sua participação é muito importante pra nós!


Vídeos(s):

*legendas disponíveis nos controles do Youtube, na opção “Legendas/CC –> Traduzir automaticamente”.

Zuse Z4 no Deutches Museum
Zuse Z3 no Deutches Museum
Documentário sobre Konrad Zuse
Zuse: a invenção do computador
Mais em:



*As imagens utilizadas nesta postagem são meramente ilustrativas e foram obtidas da internet.


Quer nos ajudar com doações de itens para o acervo do Museu Capixaba do Computador – MCC?

Entre em contato conosco por meio dos canais de comunicação identificados nos ícones abaixo, ou ainda por quaisquer uma das nossas redes sociais listadas no topo da página.

messengerinstagram directemail
Clique no ícone desejado e entre em contato conosco!

As doações também poderão ser entregues diretamente na sede do museu, neste endereço.

Para refrescar a memória e te ajudar a identificar alguns itens que buscamos, aqui você encontra nosso álbum de “Procura-se” .

Colabore você também com o primeiro museu capixaba dedicado à memória da tecnologia da informação! 

Doe seus itens sem uso. Você ajuda a natureza e dá uma finalidade socialmente útil pra eles!


Gostou? Curta e compartilhe a publicação original! Ajude a divulgar o projeto! Deixe também seu comentário no final da postagem!

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.