O processador Intel 8088 de 1979

Gostou? Curta e compartilhe a publicação original! Ajude a divulgar o projeto! Deixe também seu comentário no final da postagem!

Em 01 de junho de 1979, a gigante dos microchips Intel lançava o novo microprocessador Intel 8088 iAPX 88.

Após a divulgação do “super” microprocessador Intel 8086, totalmente em 16 bits (interna e externamente), o mercado ainda demandava sistemas com barramentos de dados em 8 bits, mais baratos e simples de se construir que os de 16 bits.

Por conta dessa demanda de mercado, a Intel precisou criar uma versão “simplificada” do 8086, que embora internamente ainda operasse com os mesmos 16 bits, comunicava-se externamente em 8 bits, mantendo toda a compatibilidade com o hardware preexistente.

Esta possibilidade de reaproveitamento do hardware disponível se demonstrava bastante relevante, especialmente pelo grande parque de componentes já produzidos para serem usados com seus antecessores 8080 e 8085, de 8 bits.

Mas a ideia de cria-lo não surgiu de repente. Ela já existia enquanto o 8086 ainda era projetado. Entretanto, a Intel resolveu ocultar suas intenções para que o interesse comercial pelo 8086 não fosse ofuscado pelo possível lançamento de uma versão “simplificada”, que só aconteceria, de fato, um ano depois do lançamento do modelo mais “vitaminado”.

Intel 8088 2
As várias versões “concorrentes”

E a decisão de se criar este passo intermediário entre a arquitetura anterior, de 8 bits, e o novo universo de 16 bits se demonstrou extremamente acertada.

O 8088 exigia menos componentes acessórios na placa mãe que o 8086, era totalmente compatível com o que já existia de hardware em 8 bits, ao mesmo tempo que era capaz de processar dados mais rapidamente que a geração anterior de 8 bits. Criava assim a possibilidade de uma transição de 8 para 16 bits bem mais suave para o mercado.

Composto de 29.000 transistores, o 8088 rodava em velocidades de 4,77Mhz ou 8Mhz, sendo capaz de endereçar até 1MB de memória RAM.

Mas o fato que realmente fez ele “bombar” foi ter sido “o” escolhido pela IBM para “empurrar” o primeiro IBM PC e o IBM PC/XT. A partir daí, ninguém segurou mais a Intel… 😊

Versões do 8088 foram também fabricadas por outras empresas como AMD, Fujitsu, Harris, OKI, Siemens, NEC, entre outras, sendo esta última a criadora do modelo V20, um 8088 compatível que chegava a operar à velocidade de 16MHz! Um foguete!


E você, teve algum computador usando o 8088?

Clique aqui e deixe seu comentário no final desta postagem! Sua participação é muito importante pra nós!


Vídeos(s):

*legendas disponíveis nos controles do Youtube, na opção “Legendas/CC –> Traduzir automaticamente”.

A criação do PC e a escolha do 8088
Mais em:



*As imagens utilizadas nesta postagem são meramente ilustrativas e foram obtidas da internet.


Quer nos ajudar com doações de itens para o acervo do Museu Capixaba do Computador – MCC?

Entre em contato conosco por meio dos canais de comunicação identificados nos ícones abaixo, ou ainda por quaisquer uma das nossas redes sociais listadas no topo da página.

messengerinstagram directemail
Clique no ícone desejado e entre em contato conosco!

As doações também poderão ser entregues diretamente na sede do museu, neste endereço.

Para refrescar a memória e te ajudar a identificar alguns itens que buscamos, aqui você encontra nosso álbum de “Procura-se” .

Colabore você também com o primeiro museu capixaba dedicado à memória da tecnologia da informação! 

Doe seus itens sem uso. Você ajuda a natureza e dá uma finalidade socialmente útil pra eles!


Gostou? Curta e compartilhe a publicação original! Ajude a divulgar o projeto! Deixe também seu comentário no final da postagem!

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.