Gostou? Curta, comente e compartilhe a publicação original! Ajude a divulgar o projeto! Deixe seu comentário no final desta postagem!

Em 1983, a empresa estadunidense Novell Inc, lançaria aquele que viria se tornar um dos sistemas operacionais de rede mais famosos de todos os tempos: o Novell NetWare.

Numa época em que a Internet ainda pertencia ao mundo acadêmico e as redes locais de computadores davam seus primeiros passos, a empresa Novell chegava para dominar a cena com seu sistema operacional para servidores de rede Novell NetWare.

Com um nome derivado das palavras Network e Software, o NetWare foi o primeiro sistema operacional de rede (Network Operating System – NOS) dedicado aos servidores de arquivos, sendo capaz de operar nas topologias dominantes na época, como o padrão aberto Ethernet e os proprietários Datapoint ArcNetIBM Token Ring.

sistema operacional de rede Novell NetWare 2
Console típica das versões 2.x e 3.x

Baseado em seu protocolo de comunicação, o NetWare Core Protocol (NCP), sua primeira versão operava em um equipamento projetado pela própria empresa, um servidor baseado no microprocessador Motorola 68000, numa arquitetura que não aceitava mais de um servidor de arquivos, na época batizada como Novell S-Net ou ShareNet.

Tinha como principal diferencial em relação aos concorrentes a capacidade de realizar o compartilhamento ao nível de “arquivo”, diferentemente das soluções até então existentes que permitiam compartilhar apenas um disco inteiro, que acarretava ineficiências e questões envolvendo a segurança.

Com a nova proposta da Novell, quaisquer arquivos armazenados no servidor estariam acessíveis a todos os usuários de rede, possibilitando que as estações dos usuários compartilhassem dados entre si através dele, o que naquela altura era uma tremenda novidade. 😊

Com a evolução dos PCs, não tardou a Novell migrar seu sistema NetWare para os microcomputadores x86 compatíveis, tendo sua primeira experiência na nova plataforma sido executada no novíssimo IBM PC/XT.

A versão Novell NetWare 2.0 chegaria no início de 1986, com a atualização 2.0a, agora com suporte ao recém-lançado processador Intel 80286, sendo apresentada ao final do mesmo ano.

Esta nova versão 286 2.0a adicionava enormes ganhos de performance, reescrita em muitas partes em função dos novos recursos trazidos pela CPU Intel 80286, capaz agora de gerenciar até “espantosos” 16MB de memória RAM, que podia assim ser utilizada como cache para arquivos.

sistema operacional de rede Novell NetWare 3
Algumas das mídias de instalação

Os anos 90 seriam talvez a época mais proeminente para o NetWare, especial mente com o lançamento da versão Novell NetWare 3.0 em 1990, seguida da Novell NetWare 3.11 no ano seguinte.

Com profundas mudanças em relação à versão anterior, a maior delas era o suporte aos processadores de 32bits, que elevavam o limite de memória RAM para “teóricos” 4GB, além de habilitar o uso de unidades de disco e arquivos com maior tamanho.

O sistema operacional, agora modularizado, permitia que “aplicativos” fossem carregados no próprio servidor pelo administrador, sob a forma de NetWare Loadable Modules (NLMs), capazes de adicionar novas funcionalidades ao até então “estático” servidor de arquivos, como um sistema de backup, antivírus, bancos de dados, correio eletrônico, etc…

Contudo, o “Bindery Services”, banco de dados que consolidava as informações de autenticação e permissões de acesso, ainda residia em cada servidor de forma independente, exigindo dos usuários uma nova conexão a cada servidor que desejassem acessar.

Isso também gerava um trabalho extra para os administradores, que necessitavam criar cópias das contas de usuários cada novo servidor instalado.

Mas isso não duraria muito tempo…

sistema operacional de rede Novell NetWare 4
Selos da empresa que certificavam fabricantes de hardwares compatíveis com o sistema

Isso porque a Novell lançaria em abril de 1993, a revolucionária versão Novell NetWare 4.0, que introduziria o famoso NDS (NetWare Directory Services) um serviço de diretório distribuído baseado no padrão X.500, capaz de gerenciar todos os recursos de rede de uma instituição geograficamente dispersa, de forma centralizada. Era o céu dos administradores de redes. Embora alguns o vissem como a “sucursal do inferno”.😊

Introduziria ainda o suporte ao protocolo de comunicação utilizado na Internet TCP/IP, em adição ao seu antigo IPX/SPX, além de permitir uma maior variedade de aplicativos rodando diretamente no servidor.

Mas a versão Novell NetWare 4.0, que efetivamente faria seu sistema deslanchar, demarcaria, ao mesmo tempo, sua derrocada.

Isso porque, após dominar quase 90% do mercado de servidores x86 compatíveis neste início dos anos 90, o sucesso da Novell chamaria a atenção da gigante Microsoft para este segmento, que até então se ocupava apenas em produzir sistemas para desktops, o que culminaria com a criação da linha de sistemas operacionais Microsoft Windows NT para servidores em 1993.

Muito embora o NetWare estivesse anos luz à frente em recursos, a interface “conhecida” do Windows NT 3.1 (primeira versão) e sua configuração muito mais simples (e mais barata), quando comparada ao sistema da Novell, atraíram o interesse dos administradores para o ambiente Microsoft.

Outro ponto que o NetWare pecava era a insistência em usar seu próprio protocolo de comunicação de rede, o conjunto NCP/IPX/SPX, quando o resto do mundo, com a Internet em franca expansão, já tinha optado pelo universal TCP/IP, suportado nativamente pelo Windows NT.

Mesmo com seu mercado começando a encolher, a Novell ainda lançaria , em 1996, a versão Novell NetWare 4.11 “IntraNetWare”, considerada por muitos especialistas como uma das melhores versões já produzidas, incluindo agora funcionalidades integradas de servidor web, proxy, firewall, entre outras. Mas nessa altura, o Microsoft Windows NT 3.51 já havia abocanhado uma boa parcela do seu mercado.

Nos anos seguintes, agonizante, a Novell ainda produziria outras versões do sistema, com a última delas, a Novell NetWare 6.5, lançada em agosto de 2003.

Paralelo a isso tudo, havia ainda um outro “indivíduo”, lançado em 1991, correndo por fora e começando a despertar a curiosidade de muitos… e que viria a provocar uma revolução nos anos seguintes: o Linux.

Assim, como ocorrera em outros momentos da história da tecnologia, com o passar dos anos, aquela empresa que dominou o mercado com sua tecnologia inovadora, hoje não existe mais.

Para conhecer ou relembrar:

Quer experimentar algum das antigas versões? Elas estão disponíveis para download aqui neste endereço.


E você, quais versões do Novell NetWare utilizou?

Clique aqui e deixe seu comentário no final desta postagem! Sua participação é muito importante pra nós!

Vídeo(s):

*legendas disponíveis nos controles do Youtube, na opção “⚙ >> Legendas/CC >> Traduzir automaticamente”.

Comercial de TV
Uma “mega” live onde várias versões do Novell NetWare são apresentadas
Videotreinamento Novell Netware
A console de operação do servidor
Mais em:



*As imagens utilizadas nesta postagem são meramente ilustrativas e foram obtidas da internet.


Quer nos ajudar com doações de itens para o acervo do Museu Capixaba do Computador – MCC?

Entre em contato conosco por meio dos canais de comunicação identificados nos ícones abaixo, ou ainda por quaisquer uma das nossas redes sociais listadas no topo da página.

WhatsAppmessengerinstagram directemail
Clique no ícone desejado e entre em contato conosco!

As doações também poderão ser entregues diretamente na sede do museu, neste endereço.

Para refrescar a memória e te ajudar a identificar alguns itens que buscamos, aqui você encontra nosso álbum de “Procura-se” .

Colabore você também com o primeiro museu capixaba dedicado à memória da tecnologia da informação! 

Doe seus itens sem uso. Você ajuda a natureza e dá uma finalidade socialmente útil pra eles!


Somos um projeto sem fins lucrativos. Mas temos despesas. 😊
Se você curte nosso trabalho, gostaria de nos ajudar a pagar as contas?

Clique no botão “Doar” abaixo e faça uma contribuição voluntária, de qualquer valor!

Você ainda tem a opção de tornar esta ajuda permanente, com um valor mensal fixo, marcando a opção “Transformar em doação mensalmente

botão doação paypal
paypal QR Code doação

Mas caso não possa colaborar com doações, você também nos ajuda muito clicando no anúncio abaixo:


Gostou? Curta, comente e compartilhe a publicação original! Ajude a divulgar o projeto! Deixe seu comentário no final desta postagem!

2 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Trabalhei alguns anos com o Netware 3.11 e 3.12. Era um sistema muito confiável, mas que exigia profissionais altamente capacitados para opera-lo (não era tão simples como o Windows, que, na época, a versão 3.1, nem parecia um sistema confiável para uso profissional).
    No Netware versão 3.12, já se podia utilizar o protocolo TCP/IP. Eu o utilizei com este protocolo alguns anos juntamente com o banco de dados PROGRESS. Passei o final do ano de 1999 para 2000 na empresa, esperando a virada (bug do milênio). Correu tudo bem, sem nenhum problema. Lógico que houve um grande trabalho de preparação meses antes, com várias atualizações para corrigir o problema (em TI, o problema do século). Guardo boas lembranças deste período…

    • Muito bacana que tenha vivenciado esta época. Valeu por compartilhar conosco sua história!

      O Novell Netware realmente marcou uma era!

      A virada de ano na época do Bug do Milênio rendeu muitas histórias boas aos profissionais de TI. 🙂