Gostou? Curta, comente e compartilhe a publicação original! Ajude a divulgar o projeto! Deixe seu comentário no final desta postagem!

Em setembro de 1979, a norte-americana Motorola anunciava seu novo microprocessador Motorola 68000.

O Motorola 68000, ou simplesmente m68k, foi uma CPU com arquitetura mista de 16/32bits, um dos primeiros processadores do tipo, e o “primogênito” de uma série de modelos que viriam nos anos seguintes.

microprocessador Motorola 68000 2
Algumas das variantes do m68000

Foi desenvolvido como substituto para a linha anterior de microprocessadores Motorola 680X, que teve sua participação de mercado prejudicada com o lançamento de concorrentes como o Zilog Z-80 e o MOS 6502, mais eficientes e mais baratos.

Construído a partir de 68000 transistores, daí o seu nome, operava em frequências de clock superiores aos concorrentes de sua época, iniciando em 4MHz e chegando posteriormente à 16,67 MHz.

microprocessador Motorola 68000 3
Vista ao microscópio

Sua capacidade de endereçar até 16MB de memória (uma enormidade para a época), aliada ao seu baixo custo unitário, fez dela uma CPU extremamente popular entre os fabricantes computadores.

Dado o seu “poder de fogo”, foi escolhido para equipar sistemas de alta performance, fazendo especial sucesso no segmento de estações de trabalho UNIX, tendo sido utilizado por fabricantes como Apollo Computer, Sun Microsystems, HP e Silicon Graphics.

microprocessador Motorola 68000 5
O m68k esteve presente em inúmeros sistemas de sucesso

Esteve também presente em diversos computadores pessoais que marcaram história, como o Apple LISA, Apple Macintosh, Atari ST, Commodore Amiga e o poderoso e pouco conhecido Sharp X68000.

Muita gente não sabe, mas ele também passeou pelo mundo dos videogames. Foi utilizado no console MegaDrive da SEGA e também nas máquinas de arcade (fliperama) da Capcom, SNK-NeoGeo, entre outros. 🕹🎮

Mas talvez o momento mais crucial da sua história tenha sido quando a IBM o cogitou para ser o cérebro do primeiro PC. Contudo, como não estava pronto na época em que a IBM iniciava o projeto… e a INTEL levou a parada.

Possivelmente esse deve ser um dos grandes arrependimentos da Motorola.

microprocessador Motorola 68000 4
Os sucessores

Mesmo passados mais de 40 anos do seu lançamento, até hoje variantes do m68k estão em diversos tipos de dispositivos eletrônicos. Um projeto tão revolucionário que se perpetua por gerações.


E você, usou algum computador com o processador Motorola 68000?

Clique aqui e deixe seu comentário no final desta postagem! Sua participação é muito importante pra nós!

Mais em:



*As imagens utilizadas nesta postagem são meramente ilustrativas e foram obtidas da internet.


Quer nos ajudar com doações de itens para o acervo do Museu Capixaba do Computador – MCC?

Entre em contato conosco por meio dos canais de comunicação identificados nos ícones abaixo, ou ainda por quaisquer uma das nossas redes sociais listadas no topo da página.

WhatsAppmessengerinstagram directemail
Clique no ícone desejado e entre em contato conosco!

As doações também poderão ser entregues diretamente na sede do museu, neste endereço.

Para refrescar a memória e te ajudar a identificar alguns itens que buscamos, aqui você encontra nosso álbum de “Procura-se” .

Colabore você também com o primeiro museu capixaba dedicado à memória da tecnologia da informação! 

Doe seus itens sem uso. Você ajuda a natureza e dá uma finalidade socialmente útil pra eles!


Somos um projeto sem fins lucrativos. Mas temos despesas. 😊
Se você curte nosso trabalho, gostaria de nos ajudar a pagar as contas?

Clique no botão “Doar” abaixo e faça uma contribuição voluntária, de qualquer valor!

Você ainda tem a opção de tornar esta ajuda permanente, com um valor mensal fixo, marcando a opção “Transformar em doação mensalmente

botão doação paypal
paypal QR Code doação

Mas caso não possa colaborar com doações, você também nos ajuda muito clicando no anúncio abaixo:


Gostou? Curta, comente e compartilhe a publicação original! Ajude a divulgar o projeto! Deixe seu comentário no final desta postagem!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *