A ferramenta de desenvolvimento Borland Delphi de 1995

Gostou? Curta, comente e compartilhe a publicação original! Ajude a divulgar o projeto! Deixe seu comentário no final desta postagem!

Em 14 de fevereiro de 1995, a Borland International lançava sua nova ferramenta de desenvolvimento Borland Delphi.

Com um projeto iniciado em 1993 e encabeçado pelo desenvolvedor Anders Hejsberg (que posteriormente também criaria na Microsoft a linguagem C#), o Borland Delphi foi um dos primeiros ambientes de desenvolvimento do tipo Rapid Application Development” (Desenvolvimento Rápido de Aplicações)

Tratava-se de uma evolução de outro produto da mesma empresa, o Borland Pascal, agora em uma nova proposta capaz de ser executada sobre o sistema de 16 bits Windows 3.1.

ferramenta de desenvolvimento Borland Delphi 2
Versão atual da Embarcadero: Windows, Android , iOS , MacOS e Linux.

Transformava a antiga e conhecida linguagem Pascal em uma ferramenta de programação do tipo visual, orientada a objetos e baseada em “formulários”, com foco especial nas funcionalidades para conexões a bancos de dados, o que o tornava a plataforma ideal para a criação de aplicações do tipo cliente/servidor no ambiente Microsoft Windows.

Tinha ainda a vantagem de produzir um programa executável que operava de forma independente de bibliotecas externas do tipo “runtime”, comuns e outras linguagens como o Visual Basic.

Popularizou também o uso dos “componentes”, pequenos módulos de software desenvolvidos por terceiros (gratuitos ou pagos), que poder ser vinculados ao seu programa, acrescentando novas funcionalidades e recursos. Algo que seria chamado hoje de “plugin”. 😊

ferramenta de desenvolvimento Borland Delphi 3
Anúncios da época

Ganharia em 2001 uma versão voltada ao sistema Linux, batizada com o nome de Kylix.

O Delphi foi vendido para a empresa Embarcadero em 2008, que continua seu desenvolvimento até os dias de hoje, com a última versão (Embarcadero Delphi 12) lançada em 7 de novembro de 2023. A ferramenta suporta atualmente os sistemas Windows, Android, iOS, MacOS e Linux.

Uma ferramenta revolucionária, que possibilitou aos programadores a criação de softwares de qualidade, de forma visual, com menor esforço de codificação e com extensas funcionalidades de conexão a diversos sistemas de bancos de dados.

Para conhecer ou relembrar:

Quem matar a saudade? Baixe aqui neste endereço algumas antigas versões do Borland Delphi.


E você, desenvolveu algum sistema com o Borland Delphi?

Clique aqui e deixe seu comentário no final desta postagem! Sua participação é muito importante pra nós!

Vídeo(s):

*legendas disponíveis nos controles do Youtube, na opção “⚙ >> Legendas/CC >> Traduzir automaticamente”.

Rodando o Delphi no Windows 3.1
Comercial do Borland Delphi de 1995
Mais em:



*As imagens utilizadas nesta postagem são meramente ilustrativas e foram obtidas da internet.


Quer nos ajudar com doações de itens para o acervo do Museu Capixaba do Computador – MCC?

Entre em contato conosco por meio dos canais de comunicação identificados nos ícones abaixo, ou ainda por quaisquer uma das nossas redes sociais listadas no topo da página.

WhatsAppmessengerinstagram directemail
Clique no ícone desejado e entre em contato conosco!

As doações também poderão ser entregues diretamente na sede do museu, neste endereço.

Para refrescar a memória e te ajudar a identificar alguns itens que buscamos, aqui você encontra nosso álbum de “Procura-se” .

Colabore você também com o primeiro museu capixaba dedicado à memória da tecnologia da informação! 

Doe seus itens sem uso. Você ajuda a natureza e dá uma finalidade socialmente útil pra eles!


Somos um projeto sem fins lucrativos. Mas temos despesas. 😊
Se você curte nosso trabalho, gostaria de nos ajudar a pagar as contas?

Clique no botão abaixo e faça uma contribuição voluntária, de qualquer valor!

Você ainda tem a opção de tornar esta ajuda permanente, com um valor mensal fixo, marcando a opção “Transformar em doação mensalmente

botão doação paypal
paypal QR Code doação

Gostou? Curta, comente e compartilhe a publicação original! Ajude a divulgar o projeto! Deixe seu comentário no final desta postagem!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *