Gostou? Curta, comente e compartilhe a publicação original! Ajude a divulgar o projeto! Deixe seu comentário no final desta postagem!

Em 13 de setembro de 1985, a Nintendo lançava para seu console Famicom um dos jogos mais famosos e aclamados de todos os tempos: o Super Mario Bros.

Mario apareceu pela primeira vez como um coadjuvante no famoso arcade Donkey Kong de 1981, onde o personagem jumpman (seu nome original) precisava se esquivar de barris jogados pelo malvado macaco.

jogo Super Mario Bros da Nintendo 4
O arcade original Mario Bros.

Dois anos depois, tornava-se protagonista em seu próprio jogo para arcade, o “Mario Bros”.

Em 1984, com o sucesso do console Nintendo Famicom no mercado japonês, lançado no ano anterior, a Nintendo começa a traçar planos para levar a plataforma ao mercado norte-americano.

A questão é que o mercado de videogames tinha simplesmente “implodido” na terra do Tio Sam há pouco tempo, com o colapso das vendas dos fabricantes locais de consoles como Atari, Mattel e Coleco.

Mesmo com um cenário negativo, a Nintendo aposta num teste de mercado, fazendo com que sua subsidiária estadunidense Nintendo of America disponibilizasse, nas lojas da cidade de Nova Iorque, 100 mil unidades do console japonês.

jogo Super Mario Bros da Nintendo 2
O jogo para o Famicom/NES

E contra todas as expectativas e o “pé-atrás” dos comerciantes locais, que não queriam nem ouvir a palavra “videogame” em decorrência das suas recentes experiências negativas com os consoles, foi um sucesso de vendas!

Enquanto isso, no Japão, Super Mario Bros estava prestes a ser lançado.

Nesta nova versão, também criada pelo designer de jogos Shigeru Miyamoto (agora com o parceiro Takashi Tezuka), os carismáticos encanadores Mario e Luigi combatem inimigos e vencem obstáculos para salvar a bela Princesa Peach do malvado Bowser.

Muitas das ideias usadas no jogo por Miyamoto, como objetos ocultos e caminhos secretos, vieram de livros que leu ao longo dos anos e de suas experiências da juventude, quando explorava cavernas na sua cidade natal. Os níveis subterrâneos do jogo vieram exatamente dessas memórias!

jogo Super Mario Bros da Nintendo 3
Os famosos personagens do jogo

Esta sua fascinação pelo “inexplorado” e pelo “desconhecido”, se reflete de alguma forma em várias passagens do jogo, como por exemplo os “tubos” no Reino dos Cogumelos. Já a ideia dos cogumelos, que fazem Mario aumentar de tamanho, foi tirada do livro Alice no País das Maravilhas.

Graficamente, o jogo Super Mario Bros definia uma nova era para os videogames, com mundos multicoloridos, como o do Reino dos Cogumelos, diferentes de tudo que já tinha sido feito.

Ele levou também o estilo side-scroller (em que a tela se desloca para o lado na medida em que o jogador avança) a outro patamar, sendo capaz de atrair jogadores de todas as idades.

O jogo é finalmente lançado no Japão, tornando-se um sucesso imediato e estrondoso, como “nunca na história daquele país”, re-impulsionando as vendas do Famicom ao passar a acompanhar gratuitamente o console.

jogo Super Mario Bros da Nintendo 5
Os criadores

Este mesmo sucesso se repetiu no lançamento “definitivo” do console Nintendo Entertainment System – NES nos EUA em 1986, com novos recordes de vendas.

Credita-se também a este jogo, juntamente com o lançamento da versão norte-americana do console, a salvação do mercado de videogames depois do “crash” de 1983.

Hoje, Mario atingiu o status de “superstar”, sendo um dos personagens mais reconhecidos em todo o mundo.

jogo Super Mario Bros da Nintendo 6
Um NES virtual no MCCEmu

Quer experimentar este e outros computadores e consoles antigos, do Brasil e do mundo, de forma virtual no seu próprio PC?
Baixe neste endereço o multiemulador do Museu Capixaba do Computador (MCCEmu) e divirta-se!


E você, lembra quando conheceu o personagem Mário pela primeira vez?

Clique aqui e deixe seu comentário no final desta postagem! Sua participação é muito importante pra nós!

Vídeo(s):

*legendas disponíveis nos controles do Youtube, na opção “⚙ >> Legendas/CC >> Traduzir automaticamente”.

Uma partida completa do jogo
Entrevista com Miyamoto e Tezuka
Mais em:



*As imagens utilizadas nesta postagem são meramente ilustrativas e foram obtidas da internet.


Quer nos ajudar com doações de itens para o acervo do Museu Capixaba do Computador – MCC?

Entre em contato conosco por meio dos canais de comunicação identificados nos ícones abaixo, ou ainda por quaisquer uma das nossas redes sociais listadas no topo da página.

WhatsAppmessengerinstagram directemail
Clique no ícone desejado e entre em contato conosco!

As doações também poderão ser entregues diretamente na sede do museu, neste endereço.

Para refrescar a memória e te ajudar a identificar alguns itens que buscamos, aqui você encontra nosso álbum de “Procura-se” .

Colabore você também com o primeiro museu capixaba dedicado à memória da tecnologia da informação! 

Doe seus itens sem uso. Você ajuda a natureza e dá uma finalidade socialmente útil pra eles!


Somos um projeto sem fins lucrativos. Mas temos despesas. 😊
Se você curte nosso trabalho, gostaria de nos ajudar a pagar as contas?

Clique no botão abaixo e faça uma contribuição voluntária, de qualquer valor!

Você ainda tem a opção de tornar esta ajuda permanente, com um valor mensal fixo, marcando a opção “Transformar em doação mensalmente

botão doação paypal
paypal QR Code doação

Gostou? Curta, comente e compartilhe a publicação original! Ajude a divulgar o projeto! Deixe seu comentário no final desta postagem!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *