Gostou? Curta e compartilhe a publicação original! Ajude a divulgar o projeto! Deixe também seu comentário no final da postagem!

Em 22 de julho de 1980, representantes da IBM reúnem-se secretamente com Bill Gates, Paul Allen e Steve Ballmer da Microsoft. Iniciava-se a aliança IBM Microsoft.

Nesta reunião a IBM, que já vinha desenvolvendo (na moita) o IBM PC, desejava discutir a licença de uso de alguns dos softwares Microsoft no novo computador IBM PC.

Durante a conversa, a IBM coloca ainda sua demanda por um sistema operacional de disco (DOS) para o PC, questionando se a Microsoft poderia fornecê-lo.

De pronto, Bill Gates indica o sistema CP/M da Digital Research (DR), um DOS que era referência e dominava o mercado na época, recomendando que a IBM contactasse Gary Kildall, proprietário da DR.

O contato com a DR foi feito e, por algum motivo, não chegaram num acordo… Somava-se ainda o fato da versão x86 do CP/M também não estar concluída naquele momento.

A IBM volta então a conversar com a Microsoft que, com medo de perder a oportunidade de vender seu BASIC e seus outros softwares, diz à IBM que “teria” um DOS para o novo PC.

Mas peraí? Como a Microsoft vai negociar um sistema que eles não tinham?

É aí que a parte interessante da história começa. 😊

Após mentirem descaradamente para a IBM na reunião (veja o vídeo abaixo), saíram em busca de algum sistema que já estivesse pronto.

Paul tinha “ouvido falar” que a empresa Seattle Computer Products (SCP), que tinha projetado um dos primeiros PCs com o novo processador 16 bits Intel 8086, por conta do atraso no lançamento da versão x86 do CP/M foi forçada a criar seu próprio DOS, Quick and Dirty Operating System (QDOS), fortemente “inspirado” no CP/M.

E adivinhem de quem a Microsoft comprou, por US$ 50mil, um “DOS” para depois mostrar pra IBM que ela própria tinha desenvolvido um sistema para o novo PC?

Então…  da Seattle Computer Products 😉.

Nascia aí o MS-DOS e uma das alianças que criaria a plataforma (o PC) que viria a dominar o mercado de computadores pessoais daí em diante, dizimando nas décadas seguintes quase que a totalidade das demais arquiteturas, à exceção da Apple.

Assim, o mundo daria adeus aos MSX, aos Sinclair, aos Commodore, aos Acorn, aos TRS, aos NEC-PC, e muitos… muitos outros. 😢

Ao mesmo tempo, tinha início império da Microsoft.

E você, usou alguma versão do MS-DOS?

Clique aqui e deixe seu comentário no final desta postagem! Sua participação é muito importante pra nós!

Vídeo(s):

*legendas disponíveis nos controles do Youtube, na opção “Legendas/CC –> Traduzir automaticamente”.

Microsoft e o nascimento do MS-DOS
Mais em:



*As imagens utilizadas nesta postagem são meramente ilustrativas e foram obtidas da internet.


Quer nos ajudar com doações de itens para o acervo do Museu Capixaba do Computador – MCC?

Entre em contato conosco por meio dos canais de comunicação identificados nos ícones abaixo, ou ainda por quaisquer uma das nossas redes sociais listadas no topo da página.

messengerinstagram directemail
Clique no ícone desejado e entre em contato conosco!

As doações também poderão ser entregues diretamente na sede do museu, neste endereço.

Para refrescar a memória e te ajudar a identificar alguns itens que buscamos, aqui você encontra nosso álbum de “Procura-se” .

Colabore você também com o primeiro museu capixaba dedicado à memória da tecnologia da informação! 

Doe seus itens sem uso. Você ajuda a natureza e dá uma finalidade socialmente útil pra eles!


Gostou? Curta e compartilhe a publicação original! Ajude a divulgar o projeto! Deixe também seu comentário no final da postagem!

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.